Qualquer tipo de alteração na nossa pele pode provocar uma queda na nossa autoestima, além de demonstrar que algo está errado com o nosso organismo. É o que acontece quando surgem melasmas. Até mesmo a qualidade de vida das pessoas pode ser afetada pelo surgimento dessas manchas…

E não se engane, tanto mulheres quanto homens podem sofrer com esse problema, que surge devido a diversos fatores. 

Para que você entenda melhor sobre o que é o melasma, quais são as características dessas manchas e as possibilidades de tratamento, separamos um conteúdo com todas essas informações para sanar as suas dúvidas. 

O que é melasma?

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, “melasma é uma condição que se caracteriza pelo surgimento de manchas escuras na pele, mais comumente na face, mas também pode ser de ocorrência extrafacial, com acometimento dos braços, pescoço e colo”.

Para ficar ainda mais claro, o melasma é uma doença que vai provocar o surgimento de algumas manchas, meio acastanhadas, na pele. 

É mais comum que essas manchas apareçam mais na região do rosto. E, tecnicamente falando, são causadas por um aumento de melanina naquele local

O que acontece é que em uma determinada região, forma-se um acúmulo de pigmento, causando o aparecimento de manchas.

De acordo com dados divulgados pela VEJA Saúde, “as mulheres entre 25 e 40 anos são as mais afetadas – somente 10% dos casos acontecem em homens”.

Vale ressaltar que o melasma é uma espécie de defesa do nosso organismo. Quando estamos expostos a qualquer tipo de agressão à pele, a melanina faz o papel de defesa do nosso corpo, e o melasma surge para defender o nosso DNA. É por isso que são muitos os motivos que podem causar o aparecimento dessas manchas.

E assim chegamos à questão: o que causa o aparecimento dessas manchas?

O que causa o melasma?

Como mencionamos anteriormente, o melasma surge devido ao aumento de melanina, que se agrupam em determinadas regiões do corpo, geralmente àquelas que estão sofrendo algum tipo de agressão.

Portanto, alguns fatores se destacam como causadores do melasma. Confira:

  • O excesso de exposição ao sol, bem como a exposição acumulativa (se durante a sua vida, você se expôs ao sol sem proteção, em algum momento as manchas podem aparecer) também causa o melasma.
  • Qualquer alteração hormonal também pode causar o aparecimento do melasma. Por isso que na gravidez  esse é um problema muito comum. Mas o uso de anticoncepcionais ou de qualquer outro tipo de medicamento que provoquem uma alteração hormonal, também podem causar o surgimento do melasma. 
  • Procedimentos que agridem a pele.
  • Predisposição genética.

Muita coisa, não é mesmo?

É por isso que é muito importante que você sempre cuide da sua pele. Essa pode ser a maneira mais eficiente de evitar o surgimento dessas manchas que incomodam tanto.

Como conseguir um diagnóstico de melasma?

É essencial ser avaliado por um profissional, capacitado para que dessa forma seja possível entender se a mancha realmente é um melasma.

Geralmente essa avaliação é visual, mas também é importante analisar o histórico do paciente, juntando todas as informações para ter certeza. Isso é feito através da anamnese, que é a consulta onde o médico especialista vai entender o seu histórico. 

Também são utilizadas ferramentas, como luzes UV, que podem analisar mais profundamente a condição das manchas.  

Se você tem dúvidas sobre ser ou não um melasma, é importante consultar um profissional qualificado. Mas a Sociedade Brasileira de Dermatologia também aponta alguns sintomas que podem te ajudar a entender as suas manchas.

Segundo eles, os sintomas são: “manchas escuras ou acastanhadas começam a aparecer na face, principalmente nas maçãs do rosto, testa, nariz e lábio superior (o chamado buço). Pode ocorrer também o melasma extrafacial, com aparecimento das manchas escuras nos braços, pescoço e colo. As manchas têm formatos irregulares e bem definidos, sendo geralmente simétricas (iguais nos dois lados). Muitas vezes, as pessoas com melasma podem agravar a condição com um tratamento ou procedimento inadequado, ocorrendo piora importante das manchas”. 

Como tratar o melasma?

Em primeiro lugar, é importante entender que o melasma não tem cura! Embora existam tratamentos bastante eficazes no clareamento das manchas, ainda não existe uma solução definitiva para os casos. 

Mas não desanime! A quantidade de tratamentos que podem amenizar essas manchas é grande. Confira algumas soluções:

  • Pode ser tratada com peeling, que vai causar uma descamação na região e aos poucos clarear as manchas.
  • Também é possível tratar com laser. Geralmente é utilizado um laser chamado ND Yag, que atua causando uma fragmentação da mancha, tratando-a de uma forma eficaz e rápida.
  • O microagulhamento também é uma opção, associado ao uso de dermocosméticos, porém deve-se tomar cuidado com a profundidade da agulha para não causar um processo inflamatório intenso e com isso como resposta de defesa ter um aumento da mancha.

É super importante o home care, é necessário utilizar um produto despigmentante, em paralelo ao tratamento clínico. 

A melhor forma de tratar o melasma é escolhida na avaliação do paciente.

Quais cuidados após o início do tratamento?

Independente de qual é o procedimento que você vai realizar para o clareamento das manchas, é primordial tomar alguns cuidados após a realização das sessões. É claro que o profissional irá salientar isso para você, mas já fique ciente de que você precisa prestar atenção para que o tratamento seja eficaz.

Portanto, é claro, é necessário ter cuidado com a exposição ao sol, principalmente ao se expôr sem nenhum tipo de proteção. Por isso, alguns cuidados básicos como o uso de protetor solar são essenciais.

Outro fator importante é não expor o local a atritos ou qualquer tipo de calor, até mesmo o vapor quente de panelas, ou o calor ao entrar em um carro muito tempo exposto ao sol.

O Melasma não tem cura. Mas tem controle!

Sabemos que ouvir que uma condição não tem cura, pode soar preocupante em um primeiro momento. Mas é essencial saber lidar com essa situação. Além do mais, é possível tratar para controlar o aparecimento das manchas e amenizar a sua aparência.

Então, não se desespere e saia procurando por soluções milagrosas! Os dermatologistas não indicam o tratamento caseiro para melasmas. Isso pode, até mesmo, ser perigoso para a saúde da sua pele e trazer ainda mais problemas.

Procure um profissional capacitado para te ajudar a entender melhor o seu problema específico! Assim, você poderá fazer uma avaliação e descobrir qual é o tratamento indicado para o seu caso.

Continue acompanhando o nosso blog para mais dicas e informações sobre procedimentos estéticos. Estamos aqui para te ajudar a recuperar a sua autoestima e encontrar a sua beleza, que é única.

Agende sua avaliação cortesia ou Ligue: (21) 2135-8174